Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.6/5 (3524 votos)


ONLINE
2




Partilhe este Site...

Flag Counter

Calendário lunar

 


As Sete Linhas de Umbanda
As Sete Linhas de Umbanda

Cabala Esotérica de Umbanda

 

 

As emanações oriundas do Divino, desde as dimensões imateriais sem forma, ate os mundos manifestados na forma (astral, etérica e física) são expressas por altas Vibrações¹  Cósmicas, cuja atuação se faz através de 7 POTÊNCIAS ESPIRITUAIS (os Orixás Virginais).

A Corrente Astral de Umbanda reconhece estas Potências Espirituais como os SUPERVISORES CÁRMICOS ESPIRITUAIS E CÓSMICOS, que coordenam do Universo as Vibrações que regem o movimento no Cosmos para todos os Sistemas Planetários e tem comando sobre o nosso planeta Terra e sua humanidade. Destas Sete Potências, a principal é o Cristo Planetário que supervisiona as outras seis.

Essas Sete Potências, dentro do conceito de outros setores filosóficos ou religiosos, são conhecidas por: Serafins, Querubins, Devas, Manus, etc. Na Umbanda são os 7 Orixás² .

Sete são as Linhas da Lei de Umbanda, porque o 7 é o número sagrado de todos os símbolos, é o número de “expansão e centralização” da UNIDADE. É composto do ternário e do quartenário e dessa reunião sai as Variantes da Unidade e constitui o Sagrado Setenário.

Os Orixás atuam em Faixas de Freqüência Vibratória ou Linhas, que se interpenetram e estendem essas Faixas Vibratórias sobre todos os seres, carnados e desencarnados, por afinidade. Portanto, Linha significa a Faixa de Freqüência Vibratória em que estão situadas as Entidades e todas as criaturas humanas, dentro da lei de afinidade.

  1 Mestre Yapacani define vibrações como “as Manifestações de uma LEI em harmonia, que afere o Número, o Peso, a Quantidade e a Medida, do Átomo aos Turbilhões. São as “exteriorizações” do ABSOLUTO; não é ”ELE em si”, vêm Dele, são Dele, mas ainda não são ELE PRÓPRIO porque a Luz Indefinida, Indivisível, não é somada, nem subtraída, nem multiplicada”.

 2 A palavra Orixá identifica o espírito que tem uma chefia.  ORISHA ou ORISÁ, foi por contração, extraída da primitiva ORISHALÁ ou ORISA-NLÁ e tem sua origem nas línguas Árabes, Persa, Egípcia, Sânscrita, Vatan ou Adâmica, etc. Chegou à raça negra através de outros povos, principalmente o Árabe, sendo então abreviada, para uma melhor pronúncia (o S yorubano ou nagô tem o som de CH ou X).

 

FONTES BIBLIOGRÁFICAS
MATTA E SILVA. W.W. Lições de Umbanda (e Quimbanda) na palavra de um “Preto Velho”. 6ª ed. rev. e ampl.  Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1995.

MATTA E SILVA. W.W. Mistérios e Práticas da Lei de Umbanda São Paulo: Ícone, 1999.

MATTA E SILVA. W.W. Umbanda de Todos Nós (a lei revelada). 7ª ed. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1992.

MATTA E SILVA. W.W. Macumbas e Candomblés na Umbanda. 2ª ed. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1977.

Pesquisa: Yacyamara