Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.6/5 (3725 votos)


ONLINE
2




Partilhe este Site...

Flag Counter

Calendário lunar

 


Os 7 orixás - Linhas ou vibrações
Os 7 orixás - Linhas ou vibrações

OS SETE ORIXAS - LINHAS OU VIBRAÇÓES

 

Vamos começar, portanto, demonstrando que SETE são realmente as Vibrações Originais ou Linhas e de SETE em SETE são os Orixás de cada uma.

 

Antes, porém, vamos dar uma definição do que sejam VIBRAÇÓES: São as Manifestações de uma LEI em harmonia, que afere o Número, o Peso, a Quantidade e a Medida, do Átomo aos Turbilhões, emanadas em origem pelos SETE Seres de pura luz espiritual, ou seja, os SETE Espíritos de Deus.

 

São as “exteriorizações” do ABSOLUTO; náo é “ELE em si”, vêm Dele, são Dele, mas ainda não são ELE PRÓPRIO... porque a Luz Indefinida, Indivisível, não é “somada, nem subtraída, nem multiplicada”.

 

Os Sete Espíritos de Deus coordenam essas vibrações que regem o movimento no Cosmos para todos os sistemas planetários, ou seja, do original, o Universo Mater (esta definição está “clara e hermética”. Depende do evolutivo de quem a leia).

 

Quanto à palavra Orixá, queremos que fique bem claro ao leitor e umbandista, que identifica realmente o espírito que tem UMA CHEFIA. Assim admitiam também os próprios africanos que viveram no Brasil e têm dado margem às mais disparatadas Opiniões, por desconhecerem o significado real da palavra, pois, para os africanos, o Orixá podia ser, também, um espírito superior (um guia) que invocavam com cânticos e palmas, até a sua “manifestação“, isto é, sua incorporação nos “médiuns” dos seus terreiros ou candomblés. Este Orixá era expoente de uma força da natureza, de uma divindade.

 

Esta palavra, que é ORISHA ou ORISA, foi por contração, extraída da primitiva ORISHALA ou ORISA-NLA e tem sua origem nas línguas Arabes, Persa, Egípcia, Sânscrita, Vatan ou Adãmica etc., que havia chegado à raça negra, de outros povos, especialmente dos Arabes... assim ela foi abreviada para melhor aferir na pronúncia (o S yorubano ou nagô tem o som de CH ou X) e vejamos então o que ela traduzia pela original ORISHALA ou ORISA-NLA ou ainda suas variações ORINCHAMALLAH ou ORICHÁLAH, que gerou ORIXALÁ, da maneira que pronunciamos.

 

Façamos a divisão em sílabas deste termo sagrado: a primeira, ORI, que é a mesma ORIN, vem de ILORIN e esta, de ELOHIM, que significa a mesma ORI e interpreta-se como divindade, mas em sentido de astralidade. Exemplo: LUZ-Reflexo.

 

A segunda, SHA ou SAN ou ainda CHAM ou CHA, que gerou CHA ou XÃ, que é igual ao SA sibilante do nagô, traduz-se como Fogo-Senhor-Dirigente. A terceira, ALLAH ou ALAH ou NLA ou LÃ, que os árabes chamam Deus e, nos alfabetos primitivos, têm o mesmo significado... até na língua Kanúri, dos ditos africanos. ALA quer dizer o CÉU, em sentido místico.

 

Juntando-se essas sílabas falantes, verificamos que os africanos, e nós também, a pronunciamos assim: ORIXALÃ, que significa A LUZ DO FOGO DIVINO ou LUZ DO SENHOR DEUS, que corresponde a Iluminados pela Divindade, pelo Conhecimento, pelo Saber, etc.

 

Isso tudo bem compreendido, começamos por afirmar que SETE são realmente as LINHAS DA LEI DE UMBANDA, porque o 7 sempre foi, é e será cabalístico. É o número de “expansão e centralização” da UNIDADE. Todas as Escolas assim o consideram desde a antiguidade: Vejamos: as 7 forças fenomênicas, as 7 vogais, as 7 cores do espectro solar, as 7 notas musicais, os 7 Princípios do homem, os 7 dias de duração do dilúvio, as 7 Qualidades do Divino, os 7 dias da semana, as 7 Maravilhas do Mundo, os 7 Sábios da Grécia, os 7 Pães do cesto de Cristo, os 7 passos mais penosos de Jesus, as 7 palavras pronunciadas no alto da cruz, os 7 pedidos do Pai-Nosso, as 7 cabeças da Hidra de Lema, as 7 válvulas abertas de nossa cabeça, os 7 Degraus Maçônicos, etc. No Apocalipse, temos 7 Igrejas, 7 Espíritos, 7 Selos nos livros dos Profetas, 7 Anjos, 7 Trombetas, são 7 as Cabeças da Besta, 7 Candieiros, 7 Lâmpadas, 7 Estrelas e ainda 7 em 7, são as fases crescentes e decrescentes do homem (da infância à velhice), pois o 7 é o número sagrado de todos os símbolos.

 

É composto do Ternário e do Quaternário (3 mais 4 igual a 7), e dessa reunião sai a Síntese Universal ou as Variantes da Unidade e constitui o Sagrado Setenârio. É o único número da década que não é gerador nem gerado.

 

Começaremos então, por dar a identificação norminal das Sete vibrações Originais que IRRADIAM E ORDENAM OS SETE ORIXAS DE CADA LINHA:

1 - VIBRAÇÃO DE ORIXALA (ou OXALA)

2 - VIBRAÇÁO DE YEMANJA

3 - VIBRAÇÃO DE XANGÓ

4 - VIBRAÇÃO DE OGUM

5 - VIBRAÇÃO DE OXOSI

6 - VIBRAÇÁO DE YORI

7 - VIBRAÇÃO DE YORIMA.

 

Desdobraremos seus reais valores em relação aos 7 Mediadores Siderais, aos 7 Planetas, às 7 Cores, às 7 notas musicais, às 7 Vogais e aos 7 dias da semana - de acordo com os 7 Orixás das 7 Linhas... valores estes desdobrados de sua origem fundamental.

 

Os Valores Significativos destes Termos litúrgicos, mágicos, sagrados, vibrados, ou seja, a sua lexiologia está baseada e extraída TAMBÉM, segundo “chaves próprias” que nos foram reveladas, do inigualável estudo de Saint-Yves d'Alveydre, em sua obra “L'archeomêtre”, termos estes cujas correspondências são encontradas, por suas figurações “morfológicas e falantes”, em Sílabas, sonância ou fonemas, expressando valores Sagrados nas antigas línguas, como sejam: a Vatânica (Watan ou Adâmica), nos Sinais Védicos, no Sânscrito e ainda, no Hebraico, Arabe, etc.

 

No entanto, chamamos atenção para o que diz A. Leterre (Ver a obra “Jesus e sua Doutrina" de A. Leterre), que muito se aprofundou nestes estudos: O Archeômetro encerra, embora velado, o verdadeiro esoterismo e a chave de todas as religiões da humanidade e de todos seus conhecimentos científicos. Mas, não nos iludamos, ele (Saint-Yves) o diz claramente:

 

“O Archeômetro não fornece uma casa pronta; mas, sim, todo o material necessário para construí-la. A cada um, o mérito de consegui-lo”.

 

Mas, para que comprovem as bases de nosso estudo, mostraremos as CORRESPONDÉNCIAS GRAFICAS E FONÉTICAS dos Sinais Riscados da Lei de Pemba, que compõem e dão a sonância e os significados & CADA UM DOS SETE TERMOS litúrgicos, sagrados, vibrados que identificam as Sete Vibrações Originais (ORIXALA – YEMANJA - XANGÓ - OGUM – OXOSI - YORI e YORIMÃ), nas 22 letras ou caracteres do alfabeto mágico da escrita secreta dos Brahmas, que dizem ignorar a sua essência, mas Saint-Yves afirma ser um alfabeto ARYANO (que não tememos afirmar ter sido REVELADO às primitivas raças humanas), e que também correspondem aos 22 Arcanos Maiores, escrita esta que, por sua vez, se corresponde no alfabeto Adâmico ou Vatânico, que originou as letras Sânscritas.

 

Daremos êstes CARACTERES GRAFICOS no original, ou seja, na Grafia Celeste dos Orixás e em suas já citadas correspondências na escrita secreta dos Brahmas, que são semelhantes às letras Adâmicas, matrizes da grafia universal.

 

Eis portanto, a PROVA, nestes caracteres, obedecendo à posição horizontal, para melhor assimilação, pois que a Academia Adamica os escrevia de baixo para cima e em sentido vertical (Na raça branca ou setentrional, a escrita começou a ser feita da esquerda para a direita, assim que adotou sinais próprios, pelo despertar da consciência, orgulho de raça, etc. Ver os Grandes Iniciados, de Ed. Schuré).

 

1º) GRAFIA DE ORIXALA (ou OXALÁ)

que exprime na própria sonância a palavra ORIXALA ou ORISHALA, que os africanos pronunciavam sensivelmente igual e dos quais colhemos a fonética, adaptando-a aos nossos caracteres gráficos.

 

A correspondência em sonância e sinais na grafia dos Orixás (os sinais riscados, secretos, mágicos da Lei de Umbanda) é:

que é igual, na sonância, à ORIXALA

 

2º) GRAFIA DE YEMANJA:

que exprime na própria sonância a palavra YEMANJA e se corresponde na grafia dos Orixás a:

que é igual na sonância à mesma YEMANJA.

 

3º) GRAFIA DE XANGO:

 

 

 

 

que exprime na própria sonância a palavra XANGÓ ou CHAMGÓ ou CHANGÓ ou SHANGÓ e que corresponde na grafia dos Orixás a:

 

que é igual na sonância à mesma XANGÓ.

 

4º) GRAFIA DE OGUM:

 

 

que exprime na própria sonância a palavra OGUM e se corresponde, na grafia dos Orixás, a:

 

que é igual, na sonância, à mesma OGUM.

 

5º) GRAFIA DE OXOSI:

 

que exprime na própria sonância a palavra OSHOSE ou OCHOSI ou OXOSI e que se corresponde, na grafia dos, Orixás, a:

 

que é igual, na sonância, à mesma OXOSI.

 

6º) GRAFIA DE YORI:

 

 

que exprime na própria sonância a palavra IORY e se corresponde, na grafia dos Orixás, a:

que é igual, na sonância, à mesma YORY.

 

7º) VIBRAÇÃO DE YORIMÃ:

 

que exprime na própria sonância a palavra YORIMA e se corresponde, na grafia dos Orixás, a:

 

que é igual, na sonância, à mesma YORIMA.

 

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Os Têrmos de ORIXALÁ, YEMANJA, XANGÓ, 'OGUM e OXOSI (Estes dois termos de YORI e YORIMÁ, que identificam espiritos
na “forma" de crianças e pretos-velhos, foram revelados, pois com eles
estão completas as “7 Palavras da Lei", expressões do próprio Verbo.) foram implantados no Brasil pelos africanos, que trou
xeram apenas a sua FONÉTICA e nós então a GRAFAMOS com os sinais alfabéticos de nosso idioma, ou seja, Os da língua portuguesa.

 

Desdobremos, agora, seus significados por Vibração ou Linha, mostrando ainda que, silabicamente, ainda. se conservam na maior parte das línguas templárias, expressando valores litúrgicos, sagrados, vibrados:

 

1ª) VIBRAÇÃO ORIGINAL OU LINHA DE ORIXALA (OXALÁ)

Esta palavra ORIXALÁ, convém repisar, tem sua correspondência fonética na dita original ORISHALA ou ORISA-NLA ou ORICHAALAH, conhecida como de Oxalá (contração da primeira) e traduz o seguinte:

 

Palavra                    Significado                         Silábico:

ORISHALÁ              A Luz do Senhor Deus        Ori-Sha-Lá

ORIXALÁ                 A Luz do Fogo Divino          Sá-Cham ou Xá:

ORISÁ-NLA             O Clarão do Fogo Divino     Fogo-Raio-Senhor

ORICHAMALLAH   A Luz do Senhor Oculto       Alah-nla ou Lá: Deus

ORICHALAH -        Reflexo da Luz do Senhor    Divino ou Aquele em nhor sentido místico.

 

Esta linha tem a supervisãode JESUS, o Cristo, e representa o Principio, o Incriado, o Reflexo de Deus, o Verbo Solar. É a LUZ Refletida que coordena as demais Vibrações Originais, NÃO em seus PONTOS INICIAIS e sim em suas “exteriorizações” que se fixam no nosso Mundo, e que dão a MAGIA aos Orixás que integram e dirigem na prática, a Lei na dita Linha...

 

Tem seu Ponto intermediário no Mediador Gabriel, de todas as religiões. Vejamos o significado REAL desta palavra nas línguas antigas ou templárias, isto é, GABARAEL:

GA - Movimento em harmonia desde as das VOZES

BARA - Palavra

EL - Deus

 

foi o portador da palavra de Deus na Bíblia; o mesmo que falou a Mahomet e a Maria Saderdotisa e Iniciada dos Templos Mosaicos.

O ASTRO que corresponde a essa Vibração ou Linha é o SOL; a nota musical é MI; a vogal, Y; a cor, é a BRANCA e AMARELO-OURO; o Dia, DOMINGO.

 

Esta Vibração Original ou Linha tem como Orixás Principais, não incorporantes e dirigentes de suas 7 Legiões, os seguintes:

1 - Caboclo Urubatão da Guia

2 - Caboclo Ubirajara

3 - Caboclo Ubiratan

4 - Caboclo Aymoré

5 - Caboclo Guaracy

6 - Caboclo Guarany

7 - Caboclo Tupy

 

Estes, têm como seus prepostos, 49 Orixás Chefes de Falanges e 343 Orixás Chefes de Subfalanges, que tomam seus nomes para dirigirem, na prática, os demais componentes da Linha.

 

Os componentes imediatos são classificados como Guias e Chefes de Agrupamentos e os outros, em sentido descendente, são chamados Protetores.

 

Daremos agora os nomes dos mais conhecidos, que sabemos serem GUIAS:

Caboclo Grajaúna, Caboclo Graúna, Caboclo Agua Branca, Caboclo Tupan, Caboclo Rompe-Nuvem, Caboclo Yamari, Caboclo Yarimá, Caboclo Tamoio, Caboclo Guaraná, Caboclo Iamacutara de Umbanda, Caboclo Gira-Sol, etc.

 

As 7 Variantes da Unidade, Vibrações Originais ou Linhas, têm, entre si, um “entrelaçamento coordenado”, através de seus militantes afins, que se chamam “intermediários diretos”.

 

Passemos a classifica-los na seguinte ordem:

1 - Caboclo Urubatão da Guia (os deste nome não são intermediários);

 

2 - As 7 Entidades que tomam o nome de Caboclo Ubirajara, são os “intermediários” para a Linha de Yemanjá;

 

3 - As 7 Entidades que tomam o nome do Caboclo Ubiratansão os “intermediários” para a Linha de Yori;

 

4 -. As 7 Entidades que tomam o nome do Caboclo Aymorésao os “mtermediários” para a Linha de Xangô;

 

5 -. As 7 Entidades que tomam o nome do Caboclo Guaracysao os “intermediários” para a Linha de Ogum;

 

6 - As 7 Entidades que tomam o nome do Caboclo Guaranysão os “intermediários” para a Linha de Oxosi;

 

7 - As 7 Entidades que tomam o nome do Caboclo Tupy, são os “intermediários” para a Linha de Yorimá.

 

OBS.: Os Espíritos militantes da Lei de Umbanda só usam os mesmos nomes dos seus Chefes de Legiões, quando são, exclusivamente, do 1º Plano, ou seja, até a função de Chefes de Subfalanges. Daí para baixo, não se pautam mais por esta regra, variando, embora, na mesma ligação afim.

 

2ª) VIBRAÇÃO ORIGINAL OU LINHA DE YEMANJÁ

A palavra Yemanjá também pode ser pronunciada como Yemanyá por troca do J pelo Y.

 

A esta Linha, dão inúmeros qualificativos, como sejam: Linha de Nossa Senhora da Conceição, de Oxum, do Povo D'Água, do Povo do Mar, etc. Estes dois últimos têm analogia, por intermédio dos Orixás, Guias e Protetores, com o sentido real da palavra, que passamos a analisar:

 

Palavra                               Significado                     Silábico:

YEMANJÁ ou YEMANYA  Principio Duplo Gerante   YE - Principio ou Ordem Gerante
                                           A Energia Geradora          MÁ ou MAN - A Água

                                           Os elementos geradores  

                                           O Eterno Feminino            JÁ ou YÁ a Maternidade, a                                                                                         Matriz, a Potência Criadora,                                                                                       o Movimento Criador.

                                           O Principio das Águas 

 

E, como vimos por comparação, a Divina Mãe do Universo, a Mãe Sofia dos Teosofistas... é a DIVINA MÃE NA UMBANDA e traduz: o Princípio que atua em a Natureza, ou seja, o Eterno Feminino, a Divindade da Fecundação, da Gestação, etc.

 

O Astro que corresponde a Yemanjá é a LUA; a vogal, Aa nota musical, o SI; a cor, o AMARELO e o PRATEADO; o dia, SEGUNDA-FEIRA; e o mediador é RAFAEL ou RAPHAEL, que significa:

 

Silábico:

RA - Movimento determinado atingindo seu fim. A Palavra em ação.

PHA - O Órgão do Pensamento vivo do Criador. O Sopro Vital e Potencial.

EL - DEUS

 

Esta Vibração Original de Yemanjá tem, como dirigentes principais, 7 Chefes de Legiões, Falanges e Subfalanges, com seus Grupamentos, etc.

 

Os nomes dos Orixás Chefes de Legiões são:

1 - Cabocla Yara ou Mãe D'Água

2 - Cabocla Indayá

3 - Cabocla Naná Burucun

4 - Cabocla Estrela do Mar

5 - Cabocla Oxun

6 - Cabocla Inhassã

Cabocla Sereia do Mar.

 

Nomes de algumas Caboclas que sabemos serem GUIAS: Cabocla Guiomar, Cabocla Jandira, Cabocla J upiara, Cabocla Jupira, Cabocla Jacira, Cabocla da Praia, Cabocla Irê, Cabocla Juçanã, Cabocla 7 Ondas, Cabocla Estrela Dalva, etc.

 

A Linha de Yemanjá determina 42 Orixás Chefes de Falanges para “intermediários” entre as demais Linhas, conforme a descrição abaixo:

1 - Cabocla Yara ou Mãe D'Água (as deste nome não são intermediárias)

 

2 - As 7 Entidades que tomam o o nome da Cabocla Indayásão ”intermediárias” para a Linha de Yorimá;

 

3 - As 7 Entidades que tomam o nome de Cabocla Naná-Burucun, são as “intermediárias” para a Linha de Yori;

 

4 - As 7 Entidades que tomam o nome de Cabocla Estrela do Mar, são as “intermediárias” para a Linha de Orixalâ;

 

5 - As 7 Entidades que tomam o nome da Cabocla Oxunsão as “intermediárias” para a Linha de Oxosi;

 

6 - As 7 Entidades que tomam o nome da Cabocla. Inhassãsão as “intermediárias-” da Linha de Xangô;

 

7 - As 7 Entidades que tomam o nome da Cabocla Sereia do Mar, são as “intermediárias” para a Linha de Ogun.

 

3ª) VIBRAÇÃO ORIGINAL OU LINHA DE XANGÓ

Esta Linha, mais conhecida como de S. Jerônimo, dá ainda, vulgarmente, subdivisão para dois santos: S. Pedro e S. Paulo, que afirmam ser Xangô-Kaô e Xangô-Agodô ou Agajô ou vice-versa. Não consta existir nenhuma “comunicação divina” afirmando que esses apóstolos estejam em grau de Anjo ou Archanjo e muito menos de VIBRAÇÃO ORIGINAL.

 

Sobre o termo XANGÓ ou CHANGÓ, vamos tecer maiores considerações, visto sua primeira “sílaba mágica” estar também compondo a palavra Orixalá, em sua sonância original. Eis, portanto, a palavra certa CHANGÓ, que gerou:

 

Palavra            Significado                            Siláblco

SHANGO         Movimento de Vibração          SHAN ou CHAM o

CHAMGO        da, Energia Oculta, O              Fogo Subterrâneo.

CHANGÓ         Raio Oculto, a Alma ou           XA - Senhor, Dirigente.

XA-ANGÓ        o Senhor do Fogo, o               ANGÓ - O Fogo Oculto.

XANGO            Dirigente das Almas.              GO - Raio, Fogo, Alma.

 

ora, como dissemos que teceríamos maiores considerações sobre a sílaba CHAM ou SHAN , que é de muita força para certas invocações da magia celeste, vamos dar uma busca, então, na própria Gênese de Moisés. Estudemos o capítulo VI, 10, no sentido real, que é o cosmogônico e não o cosmográfico.

 

De acordo com a verdadeira grafia, lê-se, então, em sua pureza, o genuíno sentido da palavra GHAM, que deturparam para Caim e daí para Cão. Vamos ler que “NOÉ gerou SEM, CHAM e JAFÉ”. Bem, todas as Escolas Iniciáticas ensinam que Noé é O princípio biológico do nosso sistema solar. NOÉ, por metátese, EON , é o conjunto de vibrações elétricas deste princípio. São os ÍONS que ocupam todo o espaço interplanetário.

 

SEM corresponde a JAFÉ ou JAPHET, que é o principio da força expansiva evolutiva, destruída por Cham, que é o princípio da força compressiva adstringente, gerando o termo SETH, isto é, o resfriamento do Globo.

 

Em Síntese, Cham é o Fogo subterrâneo; SEM, o Fogo Etéreo.

 

Como podemos verificar, esta sílaba que compõe duas palavras, Orixalá e Xangô, tem ciência e fundamento em várias línguas de onde Moisés extraiu o alfabeto dito Aramaico.

 

O Planeta que corresponde à Vibração de Xangô, e .JÚPITER; a Cor é Verde; a nota musical, o SOL; o Dia QUINTA-FEIRA; a vogal, Y; o mediador é MIGUEL, cuja grafia correta é MIKAELque traduz, silabicamente.

MI - O Centro Vibratório;

KA - O Céu, 0 Éter, que cobre e protege;

EL _- DEUS.

 

XANGÓ É O SER EXISTENTE que coordena toda Lei Karmânica; é, ainda, o Dirigente das Almas, o Senhor da Balança Universal, que afere nosso estado espiritual.

 

Esta Vibração Original tem Chefes de Legiões, Falanges, Subfalanges, Grupamentos, etc. Os nomes dos Chefes de Legiões são:

1 - Xangô-Kaô

2 - Xangô Sete Montanhas

3 - Xangô 'Sete Pedreiras

4 - Xangô da Pedra Preta

5 - Xangô da Pedra Branca

6 - Xangô Sete Cachoeiras

7 - Xangô Agodô.

 

Os nomes dos mais conhecidos Caboclos, e que sabemos serem
GUIAS, são:

Caboclo Cachoeira, Caboclo Junco Verde, Caboclo Gira Mundo, Caboclo Cachoeirinha, Caboclo Sumaré, Caboclo Alofin, Caboclo Rompe-Ferro, Caboclo Rompe-Aço, Caboclo Rompe-Fogo, Caboclo Ventania, Caboclo do Vento, Caboclo Urucutun, Caboclo Urucutango, Caboclo Embamba, Caboclo Japuruá, Caboclo Pedra Ruiva, Caboclo Rompe-Serra, Caboclo Nazaré, etc.