Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.6/5 (3227 votos)


ONLINE
4




Partilhe este Site...

Flag Counter

Calendário lunar

 


Matta e Silva respondendo a perguntas. 1
Matta e Silva respondendo a perguntas. 1

Matta e Silva respondendo a perguntas.

Matta e Silva tirando duvidas, desde 1954 percebam que não mudou muita coisa.

 

Continuamos com os mesmos defeitos, ou até pior com a falta do líder (Yapacani).

A - Perguntam mais ou menos isso:- --“O irmão da Matta e Silva escreveu esses formidáveis ensinamentos de suas obras como “frutos” de suas teorias ou baseados mais em suas praticas”?

 

Resposta: Não sei se os ensinamentos ou as elucidações, revelações etc., de minhas obras, possam ser consideradas de formidáveis... Mas, o que posso garantir é que são mais, muito mais mesmo, “frutos” de meus 26 anos (aproximadamente 1954) de praticas...

Qual, meus bons irmãos! Então vocês pensam que eu venho, há anos, enfrentando a direita e a esquerda desse “campo agreste”, chamando de meio umbandista, apenas com “estudos da teoria”?...

Pois sim! Tanto risco pemba na mata, como na encruza ou mesmo na calunga... É só haver necessidade disso. Compreenderam? Sempre fui 70% pratica e 30% teoria... Mesmo assim não nego que já tenha entrado em maus “lençóis”, por força de tremendos impactos do baixo astral encarnado e desencarnados que assola o meio umbandista e ao qual venho combatendo...

 

B - Perguntaram o que penso sobre o II Congresso de Umbanda, realizado há anos no Maracanãzinho e se dessa vez vão mesmo “codificar a umbanda”...

 

Resposta: De fato houve esse Congresso. Entretanto não creio cheguem a Codificar a Umbanda, mesmo que tenham nomeado para isso imponentes membros, entre doutores etc.

A Umbanda, meus irmãos, já esta codificada há muito tempo e eles sabem disso...

Agora, o que um tal grupinho de cima quer é bitolar a Umbanda, segundo seus entendimentos, segundo seus interesses, segundo suas vaidades...

E essas intenções pulam claramente, ao se analisar o tal TEMARIO “pré-engendrado”... Dentro de linhas africanistas e com uma “carta sinótica” para dar tom.

Não é difícil identificar nesse TEMARIO os dedos dos gigantes... Lá está o dedão do Zezinho, o dedão do Joãozinho e de outros conhecidos e intransigentes africanistas... (Com certeza atualmente temos outros, com o mesmo dedão).

Não jamais a UMBANDA  será codificada, ou melhor “BITOLADA”, com cheiro de farofa, galo preto, CAMARINHA E TAMBORES.

 

C - Perguntaram sobre a questão da chamada “Mão de Vumi”(isto é a mão do morto, a influencia reinante do defunto babalaô) se, de fato, é preciso “ tirar”?

 

Resposta: Sim meus irmãos... Como não? Nesta obra págs. 75, 76, 77 (mistérios e praticas da lei de umbanda) se explica a influenciação que uma pessoa pode exercer sobre outra, mormente nessa questão de “preparo de cabeça, iniciação ou iaô, filho de santo”...

Então vamos ao caso de forma simples e direta: uma pessoa “fez cabeça”, com alixé ou camarinha, raspagem de cabeça, sacrifício de animais e toda uma seriação de preceitos próprios dos ditos rituais de nação africana.

Essa pessoa, em consequência disso tudo, foi (ou ficou) enleada, envolvida, endividada com os elementos astrais inferiores que o seu “pai de santo” usou sobre sua aura, ou seja, sobre suas condições espirituais...

Não deve esquecer-se a dita pessoa que fez “camarinha”, que esse ATO que devia ser sagrado na LUZ, foi feito nas TREVAS, porque foi acompanhado de AGONIAS, pela MATANÇA DE ANIMAIS, com sangue e tudo. São animais (de 2 e 4 pés), é verdade, porem seres viventes, com  alma grupal...

 

Ora, é da tradição oculta, milenária, que o sacrifício de animais, o sangue etc., são elementos próprios aos atos de Magia Inferior ou Negra e, por conseguinte, de atração para o astral inferior. Quanto a isso não há a menor divergência em todos os ensinamentos corretos sobre o assunto...

Pois bem:- -- “o pai “de santo” dessa pessoa ‘morre” (desencarna) e vai obedecendo a inapelável Lei de Consequência ou Carmica, responder no Tribunal do plano que lhe é próprio, por tudo que fez de bom ou de mal na ultima condição humana.

Bem, essa pessoa, esse filho de santo, não deve esquecer que seu “pai de santo” vivia constantemente, alimentando esse astral inferior, sempre no sentido de afirmar cabeça, como é comum ou habito nos “candomblés”...

Ora, se a tal pessoa ou, nesse caso o “filho de santo” ficou sem o seu “pai de santo”, isto é, sem a pessoa que vivia alimentando esse astral inferior, o que pode acontecer ou tem acontecido positivamente?

Esse dito astral inferior acostumado ao sangue, aos sacrifícios de animais, às “comidas de santo” e outras coisas mais, sentindo a falta disso tudo, costuma virar-se sobre o infeliz “filho de santo” do falecido babalaô e perturba-lo de tal sorte, que pode acontecer muita coisa ruim com ele...

Então o que urge se faça para “limpar” toda essa influenciação inferior, negativa, relacionada com o antigo falecido “pai de santo”?... Tirar a dita influenciação ou chamada MÃO DE VUMI (ou de chefe)...

Nessa altura, o infeliz filho de santo tem dois ângulos sombrios pela frente e geralmente ele ainda não esta em condições de discernir.

Assim, ou volta a ser explorado por outro “pai de santo” pagando dinheiro para “tirar a tal MÃO DE VUMI” e cai nas antigas condições de escravidão astral espiritual ou fica às tontas (quando ele já é velho no santo, traquejado, costuma dizer que vai tirar a Mão de Vumi em África ou, então, se escolhe, visto não ter confiança nos seus pares, pois sabe como “é comida de santo”), sem saber o que fazer, pois, da tal feitura de cabeça com orixá e tudo, nada aprendeu de positivo, de decisivo, como é o caso da maioria...

Meus irmãos! Especialmente a você que se encontra nesse dilema:--- Um conselho lhe dou. Não tire mais a tal MÃO DE VUMI pelo “candomblé”!

Você vai ser explorado, vai pagar caro e vai cair nas mesmas condições, já o disse! Procure tirar a “mão de vumi” pela verdadeira Corrente Astral de Umbanda.

Ela tem Ordens e Direitos de Trabalho para isso... Ali, você não paga dinheiro e se liberta da sombra para o Caminho da Luz... Procure um “terreiro e um médium correto”... ainda existe por ai...

Já tirei a tal mão de vumi de alguns que iam pagar as quantias citadas e hoje em dia eles dão graças a Deus pela libertação de seus espirituais...

 

Paz de Zambi a todos irmãos de fé.