Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.6/5 (3635 votos)


ONLINE
3




Partilhe este Site...

Flag Counter

Calendário lunar

 


32- Copos de ouro x Sacerdotes de barro
32- Copos de ouro x Sacerdotes de barro

Copos de ouro x Sacerdotes de barro

 

 

 

Rio de Janeiro, 02 de novembro de 2017

 

 

Dizem que certa vez Pai Guiné D'Angola, "baixado em terra" através do velho Matta, orientou para que seus inciados na Lei de Umbanda não buscassem a coroa de ouro, de vez que o próprio Pai Oxalá tomou para si, uma coroa de espinhos e carregou sua própria cruz até a terra gemer no derradeiro instante de sua crucificação...

 

 

Os cenários mudam mas o enredo permanece o mesmo de todos os tempos: fazemos da LEI UNA uma mera extensão de nosso ego decaído na penumbra da matéria. Este enredo permanece essencialmente o mesmo desde o Cisma de Irshú, onde a inversão de valores espirituais não se deu tão somente  a partir da falsificação e perda da Cabala Original, mas, em primeiro lugar no seio da nossa própria alma, a qual levou ao ocaso do nosso Sol Espiritual, muito embora Ele foi, ainda é, e será...

 

Relembremos em Matta Silva a Ordem de Rama no seu apogeu; aqui falamos de copos de barro, mas que eram sustentados por sacerdotes de ouro, onde ainda resplandeciam os raios primevos deste Sol uno,  através dos quais tudo era convertido em luz quando exposto à própria luz; quando debaixo dos sagrados Mistérios do Planisfério da Ordem Dórica, seus iniciados pontificaram por intermédio de uma só LEI, de uma só Banda, dita como A Senhora da Luz Velada na escola trazida pelo velho Matta.

 

Sim, nesses tempos que se perdem nas noites insondáveis das rondas cármicas da humanidade, seus cálices eram de barro mas seus sacerdócios eram de ouro e traziam a Luz...

 

 

Hoje, muitos e muitos possuem copos e coroas de ouro, mas, suas almas são de barro endurecido, não pela luz que carreia o calor do Sol, mas pela treva da inconsciência alimentada e reproduzida na penumbra da forma, com o único objetivo essencial de todos os tempos, de se fazer da iniciação uma extensão si mesmos....

 

São copos de barro rachados, que não comportam a água que vem da fonte original, suas almas estão fraturadas na ignorância de si mesmas, seguem rachadas na volúpia desmedida que põem em desequilíbrio as consciências já atordoadas desde a queda original....

 

 

Eis que por mais que seja reposta água, esta vaza por suas fendas, e quem está com sede, não se beneficia de seu sacerdócio.

 

 

Santa Paz

 

 

Tarso Bastos