Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.7/5 (3331 votos)


ONLINE
1




Partilhe este Site...

Flag Counter

Calendário lunar

 


1º GRAU - AULA Nº 11
1º GRAU - AULA Nº 11

E a fim de incrementar a evolução de todos os Seres ou Espíritos carnados ou desencarnados que estão situados na faixa vibratória e Cármica da Corrente Astral de Umbanda, é que existem esses Caboclos, esses Pretos-Velhos etc., olhando, fiscalizando e ajudando de todas as maneiras positivas nos ambientes astrais dos terreiros e das tendas, que os chamam incessantemente, em tremenda barulhada, pensando que eles podem "incorporar" nos "cascões" da ignorância dos homens ditos e tidos como "médiuns"...

 

Naturalmente que é imenso o esforço das entidades dentro desses ambientes, para incorporarem num aparelho de fato, a fim de poderem aplicar diretamente a Doutrina do Cristo Planetário dito como Jesus ou Oxalá.

 

Esses ambientes ruidosos, porém, têm seu lado bom, pois cumprem a sua parte na lei natural das coisas. Nem tudo está ruim no meio umbandista...

 

Existem muitas e muitas Casas de Umbanda onde a Caridade é norma, é o pão de cada noite. Há centenas e centenas de umbandistas conscientes que não se apavoram" nem se deixam envolver pela ostentação, pela vaidade de seus irmãos ainda escravizados ao aspecto exterior, vulgar, material das coisas que os olhos físicos gostam de ver...

 

Nós, umbandistas conscientes, não estamos arraigados aos exteriores que servem de escala e de contato para os planos superiores.

 

Quem se aferra a êles, são as criaturas dentro do sagrado direito de praticarem de acordo com seus estados de consciência ou de percepção.

Concebemos a Lei de Umbanda como a parte atuante na Terra, das Hierarquias Constituídas. Interpretamos a Lei de Umbanda como o Movimento destas Hierarquias Constituídas que originam mensageiros ou trabalhadores espirituais que são os espíritos chamados de "caboclos e pretos-velhos", Orixás Intermediários, Guias e Protetores e que portanto representam a Lei de Umbanda.

 

O caminho que nos apontam é o do Amor, no duplo aspecto da Renúncia e da Caridade, não por nossa palavra apenas, pois nos consideramos muito aquém deste Amor-renúncia. Traduzimos a palavra como simples e despretensioso veículo destes "caboclos e pretos-velhos" que muitos desprezam, pensando serem eles calapalos ou xavantes ou pobres negros africanos egressos de carnações recentes, pois que só pensam ou têm em mente a visão de "mestres orientais", sem quererem dar crédito quando afirmamos que estes mestres são os mesmo que se envolvem em outras roupagens. Eles não fazem escolhas pessoais, quando se trata de fazer a caridade ou incrementar a evolução das coletividades humanas.

 

MISTÉRIOS E PRÁTICAS DA LEI DE UMBANDA

2º EDIÇÃO LIVRARIA FREITAS BASTOS S.A.

W. W. da Matta e Silva